Quem sou

Antes de te contar como nasceu a Fiando Ideias, vou te falar de mim, a pessoa que toca a criação, a produção, a gestão, a comunicação, as vendas e tudo mais que envolve a dinâmica desse empreendimento criativo.

 

Sou a Vivian Andretta. Desde sempre estive envolvida com os saberes e fazeres manuais, seja como artesã, como designer de artesanato ou como uma estudante dessa área de expressão criativa e cultural que tanto amo. 

Já fiz muitos trabalhos como artesã, mas em função da minha atuação como designer de artesanato, acabei deixando de lado a minha produção criativa. Por um bom tempo me dediquei à cocriação de coleções de produtos artesanais em parceria com grupos de artesãos. Esses trabalhos me permitiram viajar pelo Brasil, conhecer um pouquinho da diversidade cultural brasileira, a riqueza dos saberes e fazeres manuais e as realidades de diversos artesãos (te conto mais sobre meu trabalho como designer aqui).  Mas eu sabia que em algum momento retornaria ao ateliê, pois ele me inspira, me conecta com a realidade prática de quem vive a partir da manualidade.

Em 2018 realizei um curso de empreendedorismo que propôs um desafio de consistência criativa. Durante 30 dias consecutivos criei diariamente um objeto feito à mão e utilizando apenas resíduos de lã de ovelha. Foram 30 objetos criados sem a intenção de torná-los produto, apenas como exercício de persistência, inspiração e criatividade. E foi demais!!! Me surpreendi com os resultados e isso foi a fagulha que faltava pra eu me resgatar enquanto artesã. Mais detalhes sobre esse desafio eu te conto aqui.

Quem é a Fiando Ideias

Sempre fui encantada com a lã de ovelha. Gosto da matéria prima, de sua textura, suas possibilidades criativas, sua origem e processo. Pude conhecer várias artesãs e artesãos que trabalham com esse material e sempre tive curiosidade em experimentar.

A lã de ovelha que utilizo para a produção das peças chegou a mim de um jeito muito especial. Fui ministrar uma oficina para crianças e escolhi como tema das práticas A Poética do Fio. Mas eu não tinha fios para realizar a oficina, tampouco recurso para investir no material. Foi então que recorri a uma amiga que trabalha com tecelagem artesanal. A Vera, do Ateliê Vera Junqueira, gentilmente me cedeu um material incrível, em grande parte fios que sobram ao retirar a peça tecida do tear. Depois da oficina ainda havia muitos fios e eu precisava dar um novo caminho para aquele material maravilhoso.

A Fiando Ideias foi tomando forma a partir de uma vontade criativa, uma necessidade de gerar um novo fim para esse resíduo tão nobre e sobretudo, da minha intenção de retomar a minha prática como artesã. Escolhi começar com os acessórios, pois já tenho uma longa trajetória de criação e produção de adornos femininos. Mas em breve vou experimentar outras possibilidades com esses resíduos de lã inspiradores. 

  • Facebook
  • Instagram

©2020 por Fiando Ideias.